Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

find equilibrium



Segunda-feira, 18.07.16

mon cher amour #4

Arrependo-me de não te dar o real último beijo, o último abraço e dizer o último amo-te. arrependo-me de não sorrir contigo, dar-te um beijo, trocar um mimo pela última vez.
Eu sei que será assegurado no nosso próximo encontro, que voltamos a repetir vezes sem conta, mas para mim, nunca vai chegar para igualar a imensidão que nós temos.
Dizem que nada é para sempre mas eu sou uma romântica incurável e ingénua e confio plenamente em ti, em nós. Nada nos tirará o que temos, nada vai desvanecer o que criamos em conjunto.
Olha para nós e reflete. Chegamos aqui, armados e capazes, iremos chegar ainda mais longe, certo? Espero que tenhas a mesma ou mais força que eu, não me deixes fugir. E eu, nunca deixarei a tua mão, a ti.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por liz collingwood às 17:18

liz collingwood © 2011-2016
Design by Sacha Hart
The Design Project


3 comentários

De Chic'Ana a 19.07.2016 às 12:12

Adorei o texto! Parabéns!

De omeumaiorsonho a 20.07.2016 às 01:12

Que romântica ;)

De Carolina a 20.07.2016 às 12:49

Identifiquei-me com cada palavra deste texto. Poderia ter sido eu a escrever, por completo :)

Comentar post