Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

find equilibrium



Quarta-feira, 10.08.16

Update #i'm back

Quem é vivo sempre aparece certo? Para além de me ter esquecido de colocar o desafio agendado durante a semana, não vai ser desta. 

Em questão às entrevistas, está em andamento. Vou enviar tudo por e-mail e teremos a primeira brevemente! 

As minhas férias foram muito boas, adorei o Meo Sudoeste, fiquei no Zmar Eco Resort alojada numa tenda. Tivemos alguns problemas de comunicação, pois a recepção não nos avisou que havia lugares reservados para os festivaleiros, andamos com a tenda para trás e para a frente, zangamo-nos com um securita e à noite fomos falar com a responsável. O securita foi muito mal educado e tratou-nos como se fôssemos miúdos. 

Tirando isso, o Zmar é fantástico, excelentes condições, sossegado - podia ser mais se não fosse o pessoal mais novo a fazer barulho às 3/4h da manhã - nada a apontar. 

Quem quiser aproveitar o Zmar, podem contar com preços um pouco altos, comida, bebida e a dormida. Mas hei-de lá voltar! 

Em relação ao Meo Sudoeste foi muito bom, já queria ir há imenso tempo mas nunca tive oportunidade a não ser este ano. No geral, correu tudo bem, havia muita diversão, andei duas vezes na roda gigante, visitei o campismo do festival e não houve grandes confusões. 

Os artistas que me marcaram mais foram, Wiz Khalifa e os seus discípulos da erva, levamos apertos e juventude no estado nirvana da coisa. O gajo é maluco é, cada música, cada charro mas nada de muito estranho. 

Gostei muito de Seu Jorge, pena termos chegado um pouco atrasados. Cada vez mais acredito que os brasileiros têm um amor incondicional por nós, agradecem milhares de vezes por sermos assim, calorosos, divertidos, simpáticos. 

Damien Marley foi bom, filho do rei do reggae é sempre bem vindo. 

Os colombianos Cali & El Dandee foram muito bons, uma surpresa até. Adoraram o povo português, falaram do seu país e ainda disseram "o Éder é que os fod**" e foi o momento da noite.

Sia, vamos falar dela. Primeiro, não é concerto para um festival, segundo, Sia demonstrou-se uma figura secundária e os dançarinos dela eram os atores de cada música, terceiro, coloca inúmeras cantoras num bolso. Embora não tenha interagido com o público, o que para mim foi uma desilusão, gostei sim, cantei todas as músicas, só cantou uma do primeiro álbum, mas faltava uma pitada de sal. 

O que mais me chocou no festival foi miúdos - para mim abaixo dos 17 são miudos, peço desculpa se feri alguém - com charros na boca o tempo inteiro, as miudas tão mal vestidas, metiam-se com toda a gente e não queria imaginar o futuro delas de cada noite. Miudos a beijarem-se, colados o tempo todo, à minha frente. A falta de respeito que esta canalha tem. 

Mas como já disse, gostei muito da experiência e quem sabe voltarei lá para o ano! 

 P.s. brevemente respondo a todos os comentários.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por liz collingwood às 10:54

liz collingwood © 2011-2016
Design by Sacha Hart
The Design Project


4 comentários

De Connor a 10.08.2016 às 15:39

Também ando com uma vontade de ir para o MEO Sudoeste, mas ainda não encontrei a companhia perfeita para tal. De facto, esses miúdos também me fazem questionar a vida. É cada coisa que eles fazem que nem eu faço. Acho que tentam ser muito "adultos" e falham redondamente.
Adorei a discrição dos apertos em estado nirvana, imagino! Beijinho.

De Melhor Amiga Procura-se a 12.08.2016 às 14:28

Os miúdos de hoje em dia chocam-me e não tem sido só nos festivais...

De sweet a 12.08.2016 às 17:00

Parece que tiveste umas boas férias, bem vinda de volta!

De Isabella a 12.08.2016 às 22:13

Vi agora a entrevista, em breve, breve respondo :)
Obrigada

Comentar post



liz collingwood

Liz, 24 anos, entre Porto e Aveiro. Encontro-me noutra casa!